Casa Eficiente combina tecnologia e sustentabilidade
Artigos e Notícias - Exatas PDF Imprimir E-mail
Escrito por Tiago Pereira   
Sex, 03 de Fevereiro de 2012 12:24

 

Você já pensou em morar em uma casa sustentável ? Já se imaginou vivendo em uma residência que aproveita a  água da chuva para atividades domésticas e a luz do sol para gerar energia elétrica? Já pensou em, através da tecnologia, reduzir o consumo de energia da rede, contribuir para o meio ambiente e ainda economizar dinheiro? Pois são essas e outras características que fazem um projeto idealizado pela Eletrosul e Eletrobrás, e realizado em parceria com o Laboratório de Eficiência Energética em Edificações da Universidade Federal de Santa Catarina, receber o nome de Casa Eficiente. Situada na sede da Eletrosul em Florianópolis, na entrada do bairro Pantanal, a residência combina princípios de sustentabilidade e tecnologias inovadoras para oferecer conforto e consciência ambiental.


 

 

Criada em 2004 com o objetivo de tornar-se uma vitrine nacional de novos conceitos e tecnologias no âmbito da construção civil, a Casa Eficiente, que possui 206,5m², também funciona como um centro de demonstração de eficiência energética. Para isso, pesquisadores do Laboratório de Eficiência Energética em Edificações da UFSC (LabEEE/UFSC), sob coordenação do professor Roberto Lamberts, atuam em pesquisas que visam reduzir o consumo de energia através  da implantação de novas tecnologias de iluminação, condicionamento de ar e isolamento térmico. (Navegue no infográfico abaixo para entender as tecnologias utilizadas e o seu funcionamento)

De acordo com as pesquisas, uma casa projetada de maneira eficiente, utilizando-se de algumas das tecnologias desenvolvidas no projeto, é capaz de reduzir o consumo de energia em aproximadamente 64%. “Nós simulamos os gastos de uma família consciente, que evita desperdiçar energia, e mostramos que, por meio de técnicas totalmente acessíveis, o consumo de uma família pode diminuir drasticamente”, destaca Roberto Lamberts.

Para Everton Leandro Alves, engenheiro eletricista responsável pelo projeto na Eletrosul, a grande maioria dos sistemas utilizados na casa eficiente são acessíveis a grande parte da população. No entanto, ainda não são utilizados devido à falta de conhecimento. “São tecnologias que, além de diminuir o impacto sobre o meio ambiente, também trazem benefícios econômicos ao usuário”, diz. Isso porque o investimento na compra dos equipamentos é recuperado com a redução do consumo de energia. “O custo inicial é um pouco maior, mas os benefícios se equivalem, e em pouco tempo pode se mostrar rentável”.

Para construir uma casa similar a esta, com as tecnologias aplicadas de acordo com as necessidades climáticas de cada local, estima-se um gasto de aproximadamente R$ 400 mil. No entanto, Everton explica que as placas fotovoltaicas são os equipamentos mais caros e seriam os primeiros a serem descartados por uma família na hora da construção de um imóvel. Mas, para o engenheiro, os valores não são o que realmente importam. “Nossa intenção é mostrar que fazemos pesquisas pensando no meio-ambiente. A questão não é se um ou dez apoiarão a ideia e farão residências parecidas. Somos uma vitrine, e tentamos mostrar que é possível viver em um lugar confortável e ser sustentável ao mesmo tempo”, completa.

 

Para ver o infográfico em tamanho maior, clique aqui

 

 


Última atualização em Sex, 03 de Fevereiro de 2012 13:07
 

Artigos relacionados

Adicionar comentário

* Campo obrigatório.




Código de segurança
Atualizar